Chocolate desobediente

Ceci, com 1 ano e 11 meses, acabou de conhecer o sabor dos chocolates e ganhou um bombom do avô. Sua mãe logo explicou:

– Ceci, agora não. Só depois do jantar.

Passado um tempo, a mãe desconfia do silêncio e vai até a sala ver o que está acontecendo.
Quando chega vê a menina abrindo o bombom não autorizado… Ceci, ao perceber a presença da mãe, joga o chocolate longe e diz com cara de brava:

Cocoiate, fica aí!!!!!

cocoiate

Diversas do Lúcio 2

Lúcio, agora com cinco anos e nove meses, volta a contribuir com suas perguntas e reflexões:

– Mãe, sabia que cada um tem seu próprio mundo e quando espreguiça e abre os olhos de manhã, sai do mundo só seu e entra no mundo real?!

– Mamãe, quando eu tiver 23 anos, eu vou ser presidente! E eu não vou deixar ter nenhuma fumaça, só a fumaça das cozinhas… e das fogueiras das festas também!

– Mãe!!!! Existe um pai de uma mãe, que é mãe desse pai?

PlanetaT

(imagem: sustentabilidadeparacriancas.blogspot.com)

 

Faltou o GPS

Theo, com 4 anos e 8 meses, resumindo a História do Brasil:

– Sabe, antes no Brasil só tinha os índios, aí vieram os porCugueses e pegaram a terra dos índios.

– É? – pergunta sua mãe, sem querer atrapalhar o raciocínio.

– É, mas, sabe, os porCugueses não sabiam onde era o Brasil, eles tavam tentando chegar na China e erraram o caminho… (e começa a rir sozinho)… ai, que perdidos!

Álbum de família

Ciara é sobrinha da Ana Paula (a jornalista que fez aquela entrevista com o Jayden), tem 3 anos e 8 meses e mora na Irlanda. 
 
Certa vez, na casa dos avós, Ciara estava dormindo sozinha numa cama enorme de casal. A vovó Elizabeth se aproximou para dar um abracinho e ficar de chamego com a netinha.

 
– Oi, Ciara. Tudo bem?
Mas ela respondeu com muita seriedade:
 
– Prefiro ficar sozinha, por favor.
 
 

Outro dia, ela estava olhando o album de casamento dos pais com a tia Ana.

 
– Olha só a sua mãe, Ciara!
– Que linda!
– E olha o seu pai.
– Lindo, também.
– E esse aqui, quem é?
– É o vovô. Ele tá muito bonito, também…
 
O vovô, instalado na poltrona no canto da sala, ficou todo emplumado.
 
E Ciara completou:
 
-… parece um palhaço!
brum_palhacinho
fonte da imagem:
rabiscosdobrum.zip.net

Histórias da Mano

Manoela também coleciona histórias de crianças e compartilhou algumas aqui com a gente:

Certa vez, ela foi contar histórias para as crianças da primeira série de uma escola, que estavam estudando os contos de fada. Contou duas: um conto de fadas e um conto popular e, em seguida, propôs uma conversa:

– Essa segunda história é um conto de fadas?
– Nãããão! –  As crianças responderam
– Por que não?
E, então, um menininho se levantou e disse:
– Porque nela não tem mágica, só tem esperança.
Outro dia, em um buffet infantil onde Mano trabalhou, os monitores fizeram uma proposta: 
– Quem quer desenhar?
E um menino, chamado Caio e de 5 anos, respondeu sério com outra pergunta:
– Depende. É uma atividade?
– Como assim? – perguntou Manoela.
– Porque se for atividade eu não quero. Odeio atividade!

Frutos do mar e maionese

Theo, ainda com quatro anos e nove meses, saindo da escola e voltando no carro:

– Se existe cavalo marinho, existe vaca marinha? – pergunta o mocinho.
– Não, mas existe Peixe-boi… – responde sua mãe.
– Tá.
– E como foi na escola hoje?
– Foi legal, a Letícia foi, mas a Sofia faltou.
– Ela deve estar viajando.
– Ela tá viajando na maionese! (Rindo sozinho). Ô, mãe, como é que viaja na maionese?
– É um jeito de falar, né, filho. Quando alguém está distraído, não escuta o que o outro diz ou quando tá pensando em muitas coisas e nem percebe o que acontece na hora.
– Tá.
Após raro momento de silêncio, a mãe muda o caminho para comprar produtos de limpeza.
– Ô mãe, onde a gente tá indo?
– No supermercado.
– Onde?
– No supermercado!
– Onde?
– No supermercado!! Que foi, Theo, tá com o ouvido sujo?
– Não, né, mãe, tô viajando na maionese! (E volta a dar risada, feliz da vida)

maionesecrédito da imagem: guiadoscuriosos.com.br