A chegada da Primavera

Quando estava na primeira série Amanda levava muito em consideração tudo o que a professora dizia.
Certo dia, no mês de setembro, seu pai disse que eles viajariam e a mocinha, muito preocupada, disse logo:
– Não, pai, a gente não pode viajar!

– E por que não, filha?

– Porque a professora disse que nós temos que nos preparar pra chegada da Prima Velha!

Dodói

Tomás tem dois anos e uma vez tomou picadas de uma formiguinha muito chata. Depois de chorar um pouco, brincou com a sua mãe de matar as formigas (imaginárias) que picam.

Passado algum tempo ele mostrou um machucadinho que tinha na testa e sua mãe falou:
– Ai, filho, quer que eu dê um beijinho para sarar o dodói?
Mas isso não era mais suficiente, então, ele respondeu:
– Não, mamãe, eu quero que você “mata” o dodói!

Diversas da Lina 2

Lina, com 3 anos, um pouco brava com alguns alimentos:


– Papai, esta laranja é ogânica! Você gosta?
 

– Sim, e você?
 

– Eu não sou ogânica!


Com soninho, argumentando com sua mãe:

– Lina, tenta dormir sem chupar dedo, você sabe que não é bom pra você…

– Só mais um pouquinho, mamãe, até acabar!

E brincando com um amiguinho, sem medo das coisas da vida:

– Vamos brincar de morrer? – propõe Lina
– Mas antes eu preciso trabalhar. – explica o amigo
 
– Mas eu vou morrer!
 
– Tá bom.

Duas sobre Morangos

Carolina, de três anos, acompanha a segunda gestação de sua mãe. Certa vez, depois de almoçar bastante e de comer sobremesa, ela pergunta:

– Mamãe, tem um bebê na sua barriga, né?

–  Tem, filha, tem um bebê, que é o seu irmãozinho.

Neste momento ela levanta a blusa e mostra o barrigão:

– Ah, na sua barriga tem bebê e na minha tem morangos!!!

Voltando do parque da Água Branca, passo por uma mãe e uma filha a caminho da feira de produtos orgânicos…

– Não, eu não quero comprar frutas! -diz a menina que deve ter uns dois anos e meio.

– Mas, filha, você gosta de frutas – insiste a mãe.

– Eu não gosto de frutas! – reafirma a menina.

– Gosta, filha, você gosta de morango e…

– Mas morango não é fruta!

– Não? Morango é o quê?

E com “ar de água na boca”, ela finaliza:

– Ah, morango é delícia!!!