O céu e o chão

Téo, com 3 anos, exercitando a comparação, com uma pitada de prosopopéia (ou personificação, para quem esqueceu das aulas de figuras de linguagem :)…

– O céu não tem asa, mas mesmo assim ele voa. O chão não tem perna nem braço, só tem barriga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *