Cinco fases

Assim como a Rita, o João, de quase 7 anos, também se interessa bastante pelos fenômenos da natureza.

Conversando com a sua avó, na volta da escola para casa, ele ouviu:

– Nossa, como a Lua está linda!

E logo concluiu:

– É a Lua cheia, né, vovó?

– Sim, é a Lua cheia. A Lua tem quatro fases e…

– Eu sei! – interrompeu animado e começou a contar nos dedos – Tem a Lua cheia, que é uma bola, a Lua crescente, que é um risquinho para um lado, a Lua minguante, que é um risquinho para o outro lado, a Lua nova, que não parece e… peraí, não são quatro, não, são cinco!

– Não, João, são quatro – explicou sua avó – você já disse o nome de todas, querido.

Mas ele não se conformou e disse com bastante seriedade:

– São cinco, sim, vó, você está esquecendo da Lua de mel!

Soneca bagunçada

Artur, com 4 anos e pouco, contando para sua mãe como foi o passeio que fez com o pai:

– E aí, eu tava no carro e o meus olhos estavam bagunceiros.

– Os olhos estavam bagunceiros?

– É. Assim, ó: [e pisca os olhos bem rápido]

Segurando o riso, sua mãe perguntou:

– E o que aconteceu depois?

– Eu fechei eles e dormi.

Limão com defeito

Carla, com 3 anos e pouco, sempre foi muito comportadinha, bem educada e também atenta a novas palavras e atitudes.

Certo dia, em um jantar com muitos membros da família, ela viu seu pai espremer um limão na salada e tentou fazer o mesmo. Mas o limão que Carla pegou estava seco e, então, ela pediu:

– Mamãe, pecisa de oto limão.

– Por que filha?

Poque esse aqui fudeu.

Barrigão

Com 5 anos, Cauã visitou seu padrinho, Pedro, que é casado com a Mariana, e que logo mais vai ser papai. Depois de curtir a barriga da Mariana, ele declarou:
 

– Quero ver logo a Manô de barrigão!

E, gritando para o outro lado da rua, onde estava seu pai, pediu:

– Papai, você pode por logo uma sementinha nesse teu bingulin?

– A sementinha já tá aqui, filho. – explicou o pai.
 
– Já? Já tem uma sementinha?
 
– Uma não, várias.
 
– Várias???? Duas?
 
– Não, Cauã, milhares.
 
– Milhares? (com olhos arregalados) Imagina o TAMANHO da barriga da Manô!!!

Diversas do Miguel

 Miguel, agora com 2 anos e 5 meses, produziu muitas pérolas este ano. E, claro,  que elas não poderiam deixar de enfeitar o nosso blog…
Meninos e Meninas
– Mamãe, o que é isso?
– É o pinto, filho.
– A mamãe tem pinto?
– Não, filho. A mamãe é menina. O Miguel é menino.
– O papai tem pinto. Igual ao Miguel.
– É. O papai tem pinto. Ele é menino, né, filho?
– Não, o papai é tio. 
Controle remoto inteligente
– Papai, bota Backyardigans?
E o pai, querendo ver um pouco mais do programa a que assistia:
– Onde tem Backyardigans?
– No lugar certo!
 
Memória ou chute?

– Filho, como você nasceu?
– Da barriga da mamãe.
– E como você saiu de lá?
– Pelo túnel.

Chameguinho materno
– Mamãe, zamo ficá bem aganhadinhu?
 

Palavras…

Theo, com 3 anos e 10 meses, desvendando o “mistério” das palavras:

 Falando sobre aquele eletrodoméstico que nos ajuda a fazer sucos e panquecas:
– O liquidificador é o liquido-e-fica-a-dor, entendeu?

Falando sobre aquele eletrodoméstico que nos ajuda a limpar a casa:
– E o aspirador aspira-a-dor!

Ajudando o pai a instalar uma prateleira:
– Vou pegar o paraconfuso!